Presidente do Parlamento da UE conversou com ministro da Indústria do Brasil

O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, falou com o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil, Marcos Jorge, sobre a crise na Itália envolvendo a empresa Embraco, que comunicou o fechamento de uma fábrica de compressores para geladeiras ocasionando a demissão de 497 pessoas.

“Expus o quadro da situação da Embraco e pedi ajuda e a colaboração por parte das autoridades brasileiras, até no contexto das relações com o Mercosul”, disse Tajani ao afirmar que o ministro brasileiro se comprometeu  a “fazer todo o possível para dar uma mão e a convocar a empresa para entender a situação”.

O Ministério da Indústria (Mdic) confirmou a conversa, mas destacou que o assunto envolve interesses “privados”. “Os dois (Tajani e Jorge) concordaram que esta é uma questão que envolve interesses estratégicos do setor privado, mas o ministro colocou-se à disposição para conversar com a empresa e tentar buscar uma solução que seja mutuamente favorável”, diz uma nota enviada à ANSA pelo Mdic.

Segundo a assessoria do Mdic, Jorge tinha pouco conhecimento acerca da questão Embraco até o contato de Tajani. O presidente do Parlamento Europeu decidiu se envolver pessoalmente no assunto, que ganhou mais repercussão por conta da campanha eleitoral no país. Tajani é cotado para primeiro-ministro da Itália após as eleições de 4 de março.