Relatório do Deutsche Bank avaliou custo de vida no mundo

(ANSA)

Milão é a cidade mais cara da Itália, de acordo com um relatório apresentado pelo banco alemão “Deutsche Bank”, que analisou preços e padrões de vida no mundo inteiro. Segundo a pesquisa, os principais países da zona do euro registraram um aumento no nível de preços e de salários no último ano. Na capital da Lombardia, foram registradas elevações, de 1,34% no índice de preços entre 2016-2017, e um aumento nas despesas mensais de 12% de 2017 a 2018.

O município mais caro do planeta para se passar um fim de semana é Copenhague, seguido por Milão, Oslo, Viena e Zurique. A cidade italiana também é um dos lugares em que se gasta mais em um jantar romântico, com uma média de 108 euros (7º lugar no ranking), e para alugar um carro (8º lugar). Milão também está entre as cidades de maior despesa com jornais, na 8ª posição.