Na próxima segunda-feira (28), o cineasta russo Andrei Konchalovsky, de 80 anos, começará as gravações do filme “Il Peccato: Una Visione” (“O Pecado: Uma Visão”, em tradução livre), na Itália, sobre a vida de Michelangelo Buonarroti.

Ao longo de 14 semanas, as cenas serão rodadas nos lugares que marcaram a trajetória do artista, como Florença, onde ele está sepultado, Carrara, a cidade de onde tirou o mármore para suas esculturas, e Roma, lar de sua obra-prima, o teto da Capela Sistina.

O longa

Michelangelo será interpretado por Alberto Testone, enquanto Massimo De Francovich dará vida ao papa Júlio II, patrono do gênio renascentista. O longa será uma copordução russo-italiana, “Il Peccato” perorrerá alguns momentos da vida do artista, não como uma cinebiografia clássica, mas com a ideia de uma “visão”.

“Aquilo que quero transmitir não é apenas a essência da figura de Michelangelo, mas também sabores e cheiros daquela época carregada de inspiração e beleza e de momentos sangrentos e implacáveis”, diz Konchalovsy, já vencendor de dois Leões de Prata de melhor diretor no Festival de Veneza.

Segundo ele, a produção, que será filmada totalmente em italiano, pretende contar ao mundo e aos jovens de hoje, “que têm a memória curta”, a grandeza da figura de Michelangelo”. (ANSA)