O líder do Movimento 5 Estrelas (M5S), Luigi Di Maio, anunciou nesta segunda-feira (21) que sugeriu ao presidente da Itália, Sergio Mattarella, o nome do jurista Giuseppe Conte para assumir o cargo de primeiro-ministro do país

A decisão foi em comum acordo com o partido ultranacionalista Liga, de Matteo Salvini.

A declaração com o nome mais esperado ao longo de 70 dias de impasses e negociações políticas foi dada após a reunião entre Di Maio e Mattarella, na qual o líder do partido antissistema apresentou a possível formação de governo.

“Acho que hoje podemos dizer que estamos diante de um momento histórico. Demos o nome que pode continuar o contrato com o governo ao presidente”, disse Di Maio.

Para ele, o principal objetivo das legendas é “melhorar a qualidade de vida” dos italianos.

Conte, de 54 anos, foi indicado pelas duas forças políticas. Ele é professor de Direito da Universidade de Florença, especialista em Direito Administrativo e filiado ao M5S desde 2013.

“Nós nomeamos o primeiro-ministro e estamos muito claros sobre a equipe e o projeto do país. Estamos ansiosos para deixar crescer a economia do país”, ressaltou Salvini.

(Agência ANSA)