Um grupo de cientistas italianos liderou uma pesquisa que descobriu um material feito de grafeno, uma das formas cristalinas do carbono, que é mais resistente que o diamante, informam os pesquisadores nesta última quinta-feira (4) nos Estados Unidos

Segundo o artigo publicado na revista “Nature”, o material, denominado inicialmente de “diamene”, é tão rígido que poderia ser usado para realizar revestimentos a prova de balas.
O item é constituído por apenas duas folhas de grafeno – cada uma possuindo a espessura de um átomo – sobre um substrato de carbeto de silício, um composto químico formado por silício e carbono. Além da resistência, o diamene é também descrito como leve é flexível igual ao papel alumínio.

De acordo com a cientista italiana Elisa Riedo, a “transformação” para o material se tornar rígido foi obtida quando aplicada em temperatura ambiente uma grande pressão mecânica, tornando-se “o filme mais fino já feito, com a força de um diamante”.

A descoberta também mostrou que é possível obter um material que fique entre o estado transitório do grafite para o diamante, que corresponde ao diamene.

“Grafite e diamantes são feitos inteiramente de carbono , mas seus átomos são organizados de forma diferente, dando propriedades diferentes, como dureza , flexibilidade e condutividade elétrica”, observa o pesquisador Angelo Bongiorno.

Curiosamente, o efeito de endurecimento só acontece quando duas folhas de grafeno são usadas. O próximo objetivo dos cientistas é tentar estabilizar a fase transitória do material para buscar opções de aplicações do diamene.