Massimiliano Bottoni, italiano, 54 anos

Massimiliano Bottoni, italiano de 54 anos, foi morto a facadas em Armação dos Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, na madrugada da última quinta-feira (17).

Segundo o jornal “Extra”, o crime foi cometido pela garota de programa Amanda Cabral Vasconcellos, que hospedara a vítima por três dias, em uma estadia marcada por “orgias e brigas”.

O corpo de Bottoni foi encontrado coberto de sangue na residência de Vasconcellos. Duas pessoas já foram presas pelo homicídio, incluindo a prostituta e Paulo Giovani Carvalho de Oliveira, 36 anos, contratado para ocultar os restos mortais do italiano.

No Brasil a turismo desde o dia 13 de agosto, Massimilano Bottoni é morador de Roma, capital da Itália, e tinha passagem de volta marcada para o dia 3 de setembro. Divorciado e pai de três filhos, seu corpo dever ser repatriado em até 10 dias.

“Não sabemos o que acontecey, mas Massimiliano não era do tipo de se meter em problemas”, disse o amigo Giuseppe, morador de Roma, em entrevista a Ansa Brasil. Apaixonado por fotografia e viagens, Bottoni trabalhara como comissário de bordo e operador turísco e decidira ir a Búzios “de última hora”.

“Estamos chocados,a notícia nos deixou sem palavras”, declarou Paolo, outro amigo da vítima. (ANSA)