Vendas da bebida italiana ao exterior totalizam 1,3 bi de euros

(ANSA) – A Itália superou a França e se consolidou na primeira colocação do mercado mundial de exportação de vinhos brancos, excluindo espumantes e frisantes, revelou uma pesquisa do observatório “Wine Monitor” apresentada durante uma conferência em Jesi, na região das Marcas.

O vinho branco italiano ficou na ponta da lista, com 1,287 bilhão de euros em exportações, seguido por França (1,276 bilhão de euros), Nova Zelândia (699 milhões de euros), Espanha (323 milhões de euros), Alemanha (317 milhões de euros) e Austrália (273 milhões de euros).

Ainda segundo o estudo, o consumo de vinho branco está crescendo cada vez mais no mundo, impulsionado por mulheres e jovens que preferem sabores mais leves e frutados.

A pesquisa mostrou também que, nos últimos cinco anos, a venda de vinhos brancos italianos cresceu 26%, contra 16% dos vinhos tintos. Entre os principais compradores da bebida “made in Italy” estão Estados Unidos (36,6%), Alemanha (16,5%) e Reino Unido (14,2%).