A estimativa é de 1,5% e seria a maior desde 2010

O Istat (Instituto Italiano de Estatísticas) analisou de forma positiva o crescimento econômico da Itália para 2017 e 2018.

A nova estimativa surgiu com os bons indicadores do primeiro trimestre do ano.

“Em 2017, está previsto um aumento do Produto Interno Bruto equivalente a 1,5% em termos reais. A taxa de crescimento está em aceleramento em relação àquela registrada em 2016 (0,9%). É esperado que o melhoramento siga em ritmo análogo também em 2018 (1,4%)”, emitiu em nota a entidade.

No último levantamento, realizado pela Istat, o relatório apresentava um crescimento de 1% para 2017.

Neste momento, o índice registra o que o governo italiano esperava, um crescimento de 1,5%.

De acordo com a Ansa, se esta informação for confirmada, será o maior PIB desde 2010.

O Istat também divulgou suas análises sobre o desemprego, que de acordo com eles, teve uma diminuição.

 

“A melhora do mercado de trabalho está estimada para estender-se também em 2018, com a redução da desocupação para 10,8%”.