Tragédia que matou 299 pessoas será celebrada com oração

(ANSA) – O forte terremoto que devastou Amatrice, Accumoli e Arquata del Tronto, na região central da Itália, completa dois anos nesta sexta-feira (24) em meio a diversas homenagens a todas as 299 vítimas.

As celebrações terão início na noite desta quinta-feira (23), em Pescara del Tronto, com uma missa realizada pelo bispo Giovanni D’Ercole, na qual os nomes dos mortos no sismo de 24 de agosto de 2016 serão lidos. A cerimônia contará com a presença do primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, além do chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli.

Outros momentos de oração também estão agendados em Rieti. Às 21h (horário local), na Illica, o bispo local, monsenhor Domenico Pompili, presidirá a adoração eucarística em uma das frações de Accumoli que contou com o maior número de vítimas.

Além disso, uma vigília acontecerá em Amatrice a partir de 1h30 da madrugada. Logo depois de 3h, os presentes vão se reunir para o minuto de silêncio no monumento em memória dos que perderam a vida na tragédia. A oração começará às 3h30 da manhã, precedida do toque do sino: um para cada um das vítimas.