Polícia italiana prendeu  a rede que realizava casamentos ilegais

Nesta quinta-feira (07), 19 pessoas foram presas pelo Comando Provincial de Foggia.

Elas foram acusadas de integrarem um rede de casamentos falsos para obter a cidadania italiana.

Segundo a Procuradoria, apenas oito foram levadas à prisão, outras 11 estão em prisão domiciliar.

De acordo com a Ansa, entre os acusados há italianos e marroquinos.

Os valores variavam entre sete mil e 10 mil euros para a rede organizar os falsos casamentos.

Segundo a Ansa, a rede já havia organizado 15 casamentos até o momento.

A investigação começou em 2016, após uma notificação da Embaixada da Itália em Marrocos.

Todos os acusados irão responder por  “favorecimento ilegal da imigração no território do Estado italiano através da produção de documentação falsa e testemunho falso às autoridades italianas”.