A Procuradoria tenta encontrar os autores da explosão que não resultou em vítimas

Nesta quinta-feira (07), após a explosão de uma bomba em frente ao posto policial em Roma, a Procuradoria da capital abriu uma investigação sobre terrorismo.

Segundo a Ansa, a bomba explodiu por volta das 5h30 (horário local) e foi feita de maneira artesanal.

Em parceria com a ‘pool antiterrorismo’ da Itália, o caso está sendo direcionado pelo procurador-adjunto Francesco Caporale.

De acordo com a Ansa, não houve feridos e ainda hoje haverá novas informações sobre as investigações.