Convocada pelos sindicatos UBS, Faisa-Confail e Sul-CT, a Itália enfrenta nesta quinta-feira (6) uma greve nacional dos sistemas de transporte público. Envolvendo metrôs, ônibus, bondes e trens, a paralisação tem previsão de durar quatro horas por todo o país com exceção de Roma, onde permanecerá o dia inteiro.

Motivo

A paralisação está sendo realizada pelos sindicatos como forma de protestar pelo comprometimento das concessões. A crítica se dá em detrimento da privatização de empresas de transporte público e a da reorganização do setor através de fusões e liquidações.

Além de Roma e Nápole, onde a situação do tráfego se encontra pior, a greve afeta também Florença, Turim, Bolonha e Milão.