(EFE) – As autoridades italianas detiveram nesta terça-feira 31 pessoas e emitiram seis ordens de captura contra membros do clã Casamonica acusados de atividades ilegais, como tráfico de drogas e extorsão.

As detenções ocorreram na capital italiana e na província de Régia Calábria (sul da Itália) pelos crimes de tráfico de drogas, extorsão e agiotagem com o agravante de métodos mafiosos, informou a polícia.

Um dos detidos é o chefe do clã, Giuseppe Casamonica, que tinha saído recentemente da prisão após dez anos de detido.

Também foi detido Domenico Spada, um conhecido boxeador.

Os investigadores explicaram que os Casamonica formam um grupo “fortemente unido por vínculos de sangue entre os filiados” e que conseguiram “estabelecer sólidas relações com famílias da Ndrangheta ‘(a máfia da Calábria), como a de San Luca”.