O técnico é demitido após não conseguir classificação para a Copa na Rússia em 2018

Após dois dias do jogo que decidiu a ausência da Itália na Copa, a Federação Italiana de Futebol anuncia a demissão de Ventura.

A Azzurra ficou no 0-0 com  Suécia nesta segunda-feira  (13), perdendo a chance de classificação.

A última vez que isto aconteceu foi há 60 anos.

Ventura foi criticado pelas redes sociais por torcedores e dirigentes, mas esperou o posicionamento da Federação.

Com um contrato até 2020, se houvesse classificação, o técnico agora que recebia 1,5 milhão de euro por ano está desempregado.

“Eu perdi apenas dois jogos em quase dois anos”, justificou-se.

“Eu só posso pedir desculpas aos italianos pelo resultado nas Eliminatórias, mas não pelo meu esforço como técnico”, defendeu-se.

Nesta quarta-feira (16) a Federação realizou uma reunião onde a decisão foi tomada.

Durante a mesma o presidente, Carlo Tavecchio, afirmou que não irá se demitir, apesar da pressão que vem sofrendo.

Segundo a Ansa, uma parte dos dirigentes quer convocar uma nova eleição.

Já foi agendada para segunda-feira (20) uma reunião para definirem o novo técnico e analisar novas propostas.