Accumoli foi um dos municípios mais afetados pelo sismo de 2016

(ANSA) – O Ministério dos Bens Culturais da Itália descobriu um vasto sítio arqueológico da era romana em Accumoli, uma das cidades devastadas pela série de terremotos no centro do país em 2016.

Segundo a Prefeitura local, as ruínas foram achadas durante obras viárias no município, perto da Via Salaria, antiga estrada que conectava Roma ao Mar Adriático, passando pela parte central da península.

“Atualmente, as escavações acontecem em uma área de 2 mil metros quadrados, mas o sítio cobre uma zona muito maior”, revelou o prefeito Stefano Petrucci. O objetivo agora é levantar recursos para encontrar novas ruínas e torná-las uma atração turística.

As primeiras escavações já revelaram muros, aquedutos e uma cisterna a céu aberto com mosaicos. Accumoli, na região do Lazio, foi destruída pelo terremoto de 24 de agosto de 2016, que desencadeou uma sequência sísmica que segue ativa até hoje.

Das 299 vítimas daquele tremor, 11 morreram em Accumoli, que é vizinha a Amatrice, a mais devastada pelo sismo, com 238 mortos. A descoberta do sítio arqueológico pode aumentar seu potencial turístico e atrair mais recursos para a reconstrução da cidade, que tem pouco mais de 600 habitantes.