“Tottilatria”, termo de adoração religiosa ao ex-jogador entrou na série de “neologismos da semana” da mais conhecida enciclopédia italiana

Palavra: “Tottilatria”. Significado: “adoração quase religiosa pelo maior ídolo da história da Roma, Francesco Totti”. A expressão virou um verbete de “Le Treccani”, a mais famosa enciclopédia em língua italiana.

“Existe apenas um capitão. Assim cantam os seguidores de Francesco Totti, enquanto avançam em passeata. Muitos encontram segurança apertando nas mãos o símbolo sagrado no qual se reconhecem: a colher”, explica a enciclopédia.

“O sufixo ‘-latria’ deriva do grego ‘latréia’ (servidão, culto), frequentemente utilizado como segundo elemento de palavras compostas para indicar adoração religiosa”, acrescenta.

O texto se refere ao histórico pênalti de cavadinha cobrado por Totti contra o holandês Van der Sar, na Eurocopa de 2000, que colocou a Itália na final. A “cavadinha”, em italiano, é chamada de “cucchiaio” (colher).

Francesco Totti defendeu a Roma por mais de 24 anos e liderou o time na conquista de seu último “Scudetto”, em 2001. Em todo esse período, disputou mais de 780 partidas e marcou 307 gols, além de ter sido campeão mundial com a Azzurra em 2006. Ele encerrou a carreira em 2017.