O episódio ocorreu em Francavilla al Mare, costa leste do país

(ANSA)

Um homem atirou uma menina de um viaduto de 30 metros de altura em Francavilla al Mare, na costa leste da Itália, e em seguida se suicidou.

O episódio ocorreu neste domingo (20), apesar das tentativas de socorristas e negociadores de demover o homem da ideia de tirar a própria vida.

A emergência começou por volta de 15h30 (horário local), quando Fausto Filippone, 49 anos, jogou a filha de sua companheira do alto de um viaduto da rodovia A14. A criança morreu na hora.

Em seguida, o homem passou quase cinco horas pendurado no parapeito, recusando qualquer tentativa de negociação. Em determinado momento, chegou a gritar “Me desculpem, me desculpem”.

Quando os bombeiros tentaram inflar uma proteção embaixo do viaduto, Filippone os mandou ficarem parados. Poucos minutos depois, se suicidou. A mãe da menina e companheira do homem teria morrido nesta manhã, ao cair da varanda de um apartamento no quarto andar, mas as circunstâncias exatas do falecimento e os motivos por trás do ato de Filippone ainda são desconhecidos.