O ministro francês da Economia, Bruno Le Maire, advertiu nesse último domingo (20) que a estabilidade da zona do euro seria “ameaçada” caso o próximo governo italiano não respeite os compromissos sobre dívida e déficit

“Se o novo governo correr o risco de não respeitar seus compromissos sobre a dívida, o déficit, mas também o saneamento dos bancos, toda a estabilidade financeira da zona do euro se veria ameaçada”, advertiu Le Maire em uma entrevista à Europe 1-Les Echos-CNEWS.

O Movimento 5 Estrelas (M5S, antissistema) e a Liga (extrema-direita) apresentaram na sexta-feira um “contrato de governo” que dá claramente as costas à austeridade e às diretrizes de Bruxelas.

Os líderes dos dois partidos, Luigi Di Maio e Matteo Salvini, pretendem apresentar o projeto na segunda-feira ao presidente italiano Sergio Mattarella com o objetivo de formar durante a semana o primeiro governo antissistema em um país fundador do projeto europeu.

“Todos devem compreender na Itália que o futuro da Itália está na Europa e não em outra parte. E para que este futuro esteja na Europa, há regras que devem ser respeitadas”, destacou o ministro francês.

“Os compromissos que a Itália assumiu têm validade em qualquer governo. Respeito a decisão soberana do povo italiano, mas há compromissos que vão além de nós mesmos”, completou Le Maire. (Exame)