Agência citou riscos do novo governo entre Liga e M5S

(ANSA) – A agência de classificação de risco Fitch confirmou nesta sexta-feira (31) a nota “BBB” da Itália, mas rebaixou a perspectiva de “estável” para “negativa”, prevendo os riscos do novo governo entre Liga e Movimento 5 Estrela (M5S). De acordo com comunicado da agência, a dívida pública da Itália permanecerá “muito alta”, deixando o país “mais exposto a potenciais choques”, em decorrência da “flexibilidade fiscal” do novo governo.

Os especialistas ainda afirmaram que os riscos aumentaram desde março porque entre as questões críticas estão as “consideráveis diferenças políticas entre os parceiros de coalizão e as inconsistências entre algumas promessas”, além do “objetivo assumido de reduzir a dívida pública”. Para eles, “não está claro como essas tensões políticas serão resolvidas”. No entanto, para 2018, a Fitch acredita que as políticas do novo governo não afetarão o nível de déficit, que deverá cair para 1,8% do PIB em comparação ao 2,3% em 2017. Já em 2019, o déficit atingirá 2,2% do PIB.

“Nós vemos a probabilidade de que o governo esteja promovendo políticas que ameacem uma saída da União Europa ou a criação de uma moeda paralela”, acrescenta a nota. A economia italiana, por sua vez, desacelerou principalmente devido ao declínio nas exportações. Entre abril e junho as vendas no exterior de produtos feitos na Itália reduziu 0,2%.