Ferrari luta pelo segundo lugar na competição

Sob a ameaça de deixar a categoria a partir de 2020, a Ferrari vai disputar uma corrida neste final de semana em São Paulo.

Recentemente a escudeira italiana perdeu dois títulos: o de pilotos e construtores da Fórmula 1.

Segundo a Ansa, o presidente da equipe, Sergio Marchionne, se posicionou contra a ideia dos novos donos, logo após a prova no México.

Os novos donos da categoria é a Liberty Media.

 

“Apesar das boas intenções, como reduzir o preço de motores e da equipe, a Liberty tem tomado conta de coisas que não concordo. O fato é que nós estamos em desacordo com termos de desenvolvimento estratégico que estão sendo discutidos. Vemos o esporte em 2021 levando um ar diferente, o que irá provocar algumas decisões por parte da Ferrari”, disse Marchionne.

“Se analisarmos que os resultados não serão benéficos à manutenção da marca na categoria, vamos reforçar nossa posição de mercado e deixar a categoria”, concluiu.

De acordo com a Ansa, a Ferrari já ameaçou sair em outro momento, por causa de mudanças nas regulamentações.

O ex-chefe da F1, Bernie Ecclestone, afirmou que desta vez ele acredita ser uma ameaça real.

“Se eles não estiverem conseguindo vencer, vão tentar forçar um novo regulamento. Caso eles não estejam satisfeitos e acharem que vão sofrer, ameaçam sair e agora podem realmente fazer isso”, disse Ecclestone ao “The Independent”.