Poder de compra permaneceu positivo, mas desacelerou

O Instituto de Estatísticas da Itália (Istat) revelou nesta sexta-feira (13) que as famílias italianas aumentaram suas despesas em 2,5%, enquanto que o rendimento atingiu apenas 1,7%, durante o ano de 2017.

De acordo com os dados, o poder de compra permaneceu positivo com um aumento de 0,6%, mas “desacelerou em comparação com as tendências registradas nos dois anos anteriores”.

“Em 2017, os impostos afetaram o rendimento disponível das famílias em 16,2%, o das empresas em 23,8% e o das companhias financeiras em 18,6%”, diz o relatório. (Agência ANSA)