Mil novos empregos serão gerados nos próximos 12 meses por uma empresa italiana de Call Center, associada à Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria, que deve se instalar em Volta Redonda até o primeiro semestre de 2018. Na semana passada (2), foi assinado um protocolo de intenções entre o Governo Municipal e a empresa italiana. A notícia foi dada pelo Prefeito Samuca Silva e pelo Secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães.

“O número de postos de trabalho pode aumentar ainda mais porque a empresa italiana de Call Center está negociando com um grande banco para assumir o serviço da instituição financeira. De acordo com protocolo de intenções, a empresa italiana dará prioridade total para contratar moradores de Volta Redonda”, contou o prefeito Samuca Silva, que está negociando com os empresários desde janeiro.

O investimento

O investimento na instalação da nova unidade gira em torno de R$ 4 milhões, considerando as obras para adequação do prédio e a compra de equipamentos, conforme informou Pier Paolo Pavese, diretor presidente empresa.

“A nossa qualidade está em nossos operadores e acreditamos firmemente que as empresas são feitas por pessoas. E esse conceito é ainda mais válido e verdadeiro para as empresas de serviços, em que o componente humano determina a diferença em relação à qualidade do produto oferecido aos clientes. Utilizamos os melhores softwares para gerir os fluxos operativos e orientar cada telefonema para nossos operadores”, afirma o empresário italiano.

Colaboradores

O perfil dos colaboradores da empresa italiana de Call Center, segundo o documento assinado, é de jovens e de mulheres procurando a primeira oportunidade de emprego. A prefeitura está estudando dois possíveis locais para receber a empresa. A primeira opção seria o Centro Estratégico Municipal (o antigo Escritório Central) e outro imóvel no Aterrado. (Diário do Vale)