Programação inclui exposições, debates e exibições de filmes

(ANSA) – A Embaixada do Brasil na Itália, localizada em Brasília, está promovendo uma série de eventos para celebrar o “Dia do Refugiado”, comemorado em 20 de junho.

Até sexta-feira (29), a sede diplomática italiana, em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (Acnur), a Defensoria Pública da União (DPU), o Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) e o Ministério de Justiça, oferecerá exposições, debates e exibições de filmes relacionados ao tema.

Na quinta, o longa-metragem “Il Sole Dentro”, de Paolo Bianchini, será projetado do Auditório IREL, na Universidade de Brasília (Campus Darcy Ribeiro). A exibição será seguida por um bate-papo sobre direitos humanos com a ONG “Umanità”. A história apresenta duas crianças que escrevem uma carta às autoridades europeias sobre as condições de seu país, a Guiné, e decidem entregá-la pessoalmente.

Já o premiado filme “Fogo no Mar”, que retrata a situação migratória na ilha italiana de Lampedusa, será exibido no Auditório Tancredo Neves, no Ministério da Justiça, na sexta, às 12h. No mesmo dia e local, haverá o lançamento do “Atlas da Migração Refugiada”, das 15h às 17h. Além disso, até sexta-feira, a exposição “No fluxo: Reflexos da migração e refúgio de mulheres no Brasil” estará em cartaz na Estação Central do DF e no Salão Negro do Ministério da Justiça.

Também no Salão Negro, o curta-metragem “Welcome to Canada” será apresentado.