Às vésperas das rodadas decisivas das Eliminatórias da Europa para a Copa do Mundo de 2018, a Itália sofreu quatro baixas por lesões, sendo três de titulares.

Após o corte dos meio-campistas Marco Verratti (PSG) e Lorenzo Pellegrini (Roma), que tiveram problemas físicos em partidas pelos seus times no final de semana passado, treinador Gian Piero Ventura também perdeu o atacante Andrea Belotti (Torino).

A perda

Sensação do futebol italiano, o jogador de 23 anos saiu machucado do jogo contra o Hellas Verona no último domingo (1°) e foi diagnosticado com uma lesão de primeiro grau no ligamento colateral do joelho direito que o deixará de fora dos gramados por um mês.

Tanto Verrati quanto Belotti são titulares da Azzurra de Ventura, assim como o veterano volante Daniele De Rossi, que também foi cortado da seleção, mas por causa de uma contusão no menisco. Para os lugares dos quatro lesionados, o treinador da Itália chamou Bryan Cristante (Atalanta), Roberto Gagliardini (Inter de Milão), Roberto Inglese (Chievo) e Nicolò Barella (Cagliari).

“Temos poucos dias para preparar as próximas partidas, a prioridade é nos classificar e obtermos os pontos para sermos cabeça de chave”, declarou Ventura nesta última segunda-feira (2). A Azzurra está em segundo lugar no Grupo G, com 19 pontos, e dificilmente passará a líder Espanha, que tem 22 pontos.

Contra a Macedônia, em 6 de outubro, e a Albânia, no dia 9, a Itália tentará garantir sua vaga na repescagem e melhorar sua posição no ranking da Fifa (hoje, a tetracampeã mundial está em 17° lugar), que define os potes do sorteio dos grupos da Copa. (ANSA)