Sebastian Vettel acredita que a Ferrari pode dar à Mercedes, atual campeã de Fórmula 1, um pouco de seu próprio veneno e aos fãs italianos uma vitória em casa para saborearem no próximo domingo (2)

A Mercedes venceu em Monza durante quatro anos consecutivos, com Lewis Hamilton na pole position todas as vezes, mas esse domínio desapareceu nesta temporada e a Ferrari está se aproximando e ganhando ímpeto.

Depois de uma atuação impressionante na Bélgica na semana passada, sua quinta vitória em 13 corridas, Vettel chega para alimentar o sonho dos torcedores locais de ver a escuderia italiana vencer pela primeira vez em Monza desde 2010.

Atualmente 17 pontos atrás de Hamilton, mas se aproximando, o alemão teve que conter expectativas exageradas no passado, mas agora o tetracampeão mundial está curtindo o clima – mas sem dar nada como certo.

“Acho muito bom termos chegado a esta posição”, disse Vettel aos repórteres na quinta-feira (30) quando indagado sobre o “déficit de potência” da Mercedes em relação à Ferrari.

“Acho que as pessoas esquecem que nos últimos cinco anos a Mercedes foi absolutamente dominante, especialmente em termos de potência de motor”, disse.

“Obviamente é bom eles nos colocarem nesta posição (à frente na potência) porque significa que acreditam que não são mais os mais fortes. Então é bom estar na frente com eles e estar à altura”.

(Reuters)