Já o australiano Rohan Dennis assumiu a “camisa rosa”

(ANSA)

O italiano Elia Viviani, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, venceu neste sábado (5) a segunda etapa da 101ª edição do Giro d’Italia.

O percurso de 167 quilômetros foi de Haifa a Tel Aviv, no segundo dos três trechos da prova disputados em Israel – essa é a primeira vez na história que a competição acontece fora das fronteiras da Europa.

Viviani chegou à frente do também italiano Jakub Mareczko e do irlandês Sam Bennett. “Estou orgulhoso da minha equipe, a Quick-Step Floors, e agradeço à minha família, em especial à minha namorada Elena [Cecchini, também ciclista], que suporta meus sacrifícios”, declarou o vencedor da etapa.

Em 2016, Viviani, conhecido pela versatilidade, conquistou o ouro na modalidade omnium do ciclismo de pista, que inclui seis tipos de disputas diferentes. Já a “camisa rosa” do Giro d’Italia passou para o australiano Rohan Dennis, que tem um segundo de vantagem para o holandês Tom Dumoulin, atual campeão.

A prova encerrará sua fase israelense neste domingo (6), com o trecho de 229 quilômetros entre Be’er Sheva e Eilat.