O caminho para as finais passou obrigatoriamente pelas mãos de Paola Egonu e Tijana Boskovic. Nas semifinais, as duas opostas brilharam e garantiram Itália e Sérvia na grande decisão do Mundial feminino, no Japão

Nesta sexta (19), em Yokohama, foram essenciais para as vitórias sobre China e Holanda. A final será neste sábado, às 7h40 e a disputa pelo terceiro lugar será um pouco antes, às 5h20.

Grande nome do Mundial até aqui, Paola Egonu não teve piedade da defesa chinesa. Terminou a partida com 44 pontos e levou a antes desacreditada Itália à final do Mundial. Em um jogo tenso até o fim, a Itália venceu a China por 3 sets a 2, parciais 25/18, 21/25, 25/16, 29/31 e 17/15.

Antes, Boskovic também brilhou para levar a Sérvia à decisão. A oposta marcou 29 pontos e confirmou a vaga na final. Em 3 sets a 1, parciais 25/22, 26/28, 25/19 e 25/23, garantiu a primeira decisão europeia na história dos Mundiais.

Sérvia e Itália já se enfrentaram neste Mundial. Pelo grupo G da terceira fase, as sérvias levaram a melhor em 3 sets a 1. A Sérvia busca um título inédito, enquanto a Itália vai em busca de sua segunda conquista.

(GE)