A grife italiana Dolce & Gabbana cancelou um desfile no polo comercial chinês de Xangai depois que sua mais recente campanha publicitária causou revolta online, sendo descrita por usuários de redes sociais como um deboche contra a segunda maior economia do mundo

A polêmica foi o assunto mais comentado do Weibo, plataforma chinesa semelhante ao Twitter, onde teve mais de 120 milhões de acessos até o meio da tarde. Celebridades como a estrela do filme “Memórias de um Geixa”, Zhang Ziyi, publicaram comentários repreendendo a marca.

Os usuários criticaram o que chamaram de campanha “comendo com pauzinhos”, na qual uma chinesa luta para comer pizza e espaguete com hashis.

Alguns ficaram irritados com o que consideraram como tom condescendente do narrador, que oferece lições de como comer com hashis.

Capturas de tela que circularam online também mostraram o estilista Stefano Gabbana supostamente chamando a China de “máfia ignorante e fedida” em uma conversa no Instagram.

“Lamentamos o impacto e os danos que estes comentários falsos causaram na China e no povo chinês”, disse a grife de luxo em pedido de desculpas publicado em chinês no Weibo, acrescentando que a conta de Gabbana no Instagram foi hackeada.

O desfile de quarta-feira em Xangai “foi remarcado devido a certas razões”, informou a empresa. “Lamentamos profundamente os inconvenientes que isso causou”.

(Reuters)