A astrofísica Marica Branchesi e o cirurgião Giuliano Testa são os únicos italianos entre as 100 pessoas “mais influentes do mundo”, revelou nessa última quinta-feira (20) a revista norte-americana “Time”

Branchesi, de 41 anos, ficou conhecida no ano passado por ajudar a detectar as ondas gravitacionais. Ela trabalha no Instituto Nacional de Física Nuclear (INFN) e foi listada pela revista na categoria “Pioneiros”, ao lado de nomes como Gal Gadot, Nicole Kidman e Hugh Jackman.

Já Testa, que trabalha no Centro Médico da Universade de Baylor, nos Estados Unidos, é conhecido por liderar um teste inovador de transplante de útero. O cirurgião italiano está na categoria “Titãs”, junto com Roger Federer, Oprah Winfrey e Jeff Bezos.

O Brasil, por sua vez, não teve nenhum representante listado pela revista norte-americana. Porém, nas edições passadas do ranking, o juiz Sérgio Moro, o atacante Neymar e a cientista Celina Turchi integraram a lista.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, foram listados pela “Time” na categoria “Líderes”. Além deles, o chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, e o príncipe saudita Mohammed Bin Salman foram lembrados.

A lista da “Time” conta com cinco categorias: Pioneiros, Artistas, Líderes, Ícones e Titãs, sendo essa a 15ª edição do ranking elaborado pelo veículo. (Agênci ANSA)