Os italianos Sergio Davi e Alessio Bellavista fizeram a travessia do Oceano Atlântico até o Recife, após mais de um mês e 300 horas de navegação, tudo isso em um barco inflável.

Rota

Os dois partiram de Palermo, no Sul da Itália, no dia 29 de abril e atracaram no dia 17 de junho, no Cabanga Iate Clube de Pernambuco, em Recife. No trajeto de 4,3 mil milhas, fizeram escalas na Sardenha, em Marrocos, em Cabo Verde e em Fernando de Noronha.

Turismo ecossustentável

Para realizarem a viagem Davi e Bellavista usaram um barco inflável modelo Master 996 com 100 metros de comprimento e dois motores de popa de quatro cilindros. O objetivo da viagem, que repetiu o trajeto feito por Américo Vespúcio, que deu nome ao continente, foi o de promover o “turismo ecossustentável” e a “preservação ambiental”, porém foi além, os italianos também recolheram material científico para a Universidade de Palermo, apoiadora da travessia.