Foi confirmado, através de um exame de DNA, que o corpo encontrado no Mar Adriático, em julho, é da brasileira Simone Scheuer Sousa

A brasileira que era funcionária da MSC e estava desaparecida há mais de três meses foi identificada através do DNA, pelas autoridades italianas.

O advogado da família da vítima confirmou a ‘Tv Globo’, na última quinta-feira (29).

O corpo foi achado perto de Veneza, o último local onde ela foi vista.

Souza era faxineira no navio MSC , tinha 35 anos e sumiu na manhã do dia 18.

De acordo com a Ansa, a brasileira cumpria o turno noturno e naquela momento o navio estava entre Veneza e Brindisi, ao sul da Itália.

 

Segundo a Ansa, a Procuradoria trabalha com duas hipóteses: a de suicídio ou a de homicídio, por causa da briga que teve com seu chefe antes de desaparecer.