A Editora Comunità sorteará pares de ingressos para assinantes! Para participar você deve estar presente na cidade onde haverá o show e nos contar o porquê merece ganhar! Nos envie sua resposta via e-mail para marketing@comunitaitaliana.com.br 

As melhores respostas serão sorteadas no dia 14/05!

 

———————–

Entre os principais sucessos da cantora está ‘Datemi Un Martello’

A cantora italiana Rita Pavone voltará ao Brasil, em maio, para realizar quatro shows da sua turnê “Rita Pavone Is Back!”:

Após um longo período longe dos palcos, a diva dos anos 1960 voltou a fazer shows em 2013. Entre suas principais músicas estão “Datemi Un Martello”, “Come te non c’è nessuno” , “Cuore”.

Pavone começou sua carreira aos 17 anos. Ela ficou famosa após participar da edição de ”La festa degli Sconosciuti”, em Roma, organizada por Teddy Reno, produtor musical e cantor italiano, e patrocinada pela RCA Italiana.

A sua vitória na competição musical permitiu a gravação de um single de 45 canções e um sucesso mundial. Desde então, Pavone vendeu cerca de 50 milhões de discos.

 

Rita Pavone no Brasil

A paixão dos brasileiros por Rita Pavone começou logo na primeira e única vez que a cantora se apresentou em São Paulo, trazida pelo incrível sucesso de “Datemi Un Martello”, single lançado em 1964. Foi a apoteose! Cenas de delírio comparáveis apenas às dos Beatles se estenderam, ainda mais ensurdecedoras e intensas, em terras cariocas.

Sua fama no Brasil, nos anos sessenta e setenta, perpetuou muitos bebês que receberam o nome de Rita, na época,e até uma linha de bonde no Rio de Janeiro, que ia da Praça da Bandeira ao Alto da Boa Vista, recebeu o nome de Bonde Rita Pavone, por conta da haste elétrica que lembrava as chaves que Rita costumava usar como parte de sua vestimenta nos shows, junto com as calças pretas apertadas, camisa rosa ou azul, cintos pretos e botas de tornozelo de couro.

Rita Pavone foi uma das primeiras artistas italianas a ter um fã clube brasileiro, intitulado “Pavonissimo”, com um enorme número de membros que, sempre muito devotados e empreendedores, buscavam apoio da gravadora e de empresários para que a artista retornasse ao Brasil. Em 1976, sua bela releitura de “Io Che Amo Solo Te”, do conterrâneo Sergio Endrigo, integrou a trilha da novela global “Anjo Mau”, com grande sucesso.