Com apelo à memória, a data registra vitória da Itália na Primeira Guerra Mundial

A Itália comemorou neste sábado (04) o Dia da Unidade Nacional e das Forças Armadas.

A data marca a vitória do país sobre o Império Austro-Húngaro na Primeira Guerra Mundial.

Na cerimônia os principais representantes do Estado estiveram presentes, como o premier Paolo Gentiloni.

De acordo com a Ansa,  Mattarella colocou uma coroa de flores no Altar da Pátria.

E lembrou de “todos aqueles que se sacrificaram pela liberdade e pela edificação de um Estado democrático e unido”.

“Cultivar sua memória significa compreender a inestimável riqueza moral que nos transmitiram”, declarou Mattarella em sua mensagem para o Dia das Forças Armadas.

A cerimônia no Altar da Pátria, monumento em Roma que é símbolo do nacionalismo italiano, foi encerrado com o hino do país.

Segundo a Ansa, aviões fizeram uma exibição e pintaram o céu de Roma com as cores da bandeira ao final.

Durante a celebração 3 mil militares também estiveram presentes.

“A comemoração daquele doloroso período de nossa história nacional oferece a possibilidade para uma reflexão mais profunda sobre o valor da paz, que é direito de todos os homens, das novas gerações, dos frágeis e indefesos, daqueles que fogem de guerras, dos tantos rejeitados e oprimidos”, afirmou Pinotti.