Dezenas de balões de todo o mundo sobrevoaram neste domingo (22) o céu de Úmbria, no centro da Itália, onde realizam provas durante duas semanas de competição no Vale de Sagrantino, famoso por seu vinho

Foi um piloto ítalo-britânico instalado nesta região que lançou há 30 anos a ideia e, desde então, esse evento aumenta cada vez mais o número de interessados.

“Há 30 anos começamos com apenas cinco balões e, este ano, alcançamos o nosso objetivo de 90 balões”, todos provenientes do exterior. No total há balões de 22 países da Europa, Rússia, América e inclusive Austrália.

“Na Itália são muitos os dias nos quais o clima permite voar, enquanto na Inglaterra, por exemplo, temos talvez uns 20 dias por ano” para poder fazê-lo, explicou.

As equipes que participam têm que fazer uma longa viagem até essa região, “mas têm a segurança de poder fazer bons voos”, disse o organizador, que também prevê realizar uma série de atividades uma vez que descerem os tripulantes dos balões, em sua maioria eventos relacionados com a gastronomia local.

Neste primeiro dia, o piloto Matthew Billing celebrou a paisagem que sobrevoou observando as colinas, os campos e os vinhedos. “Me sinto livre, feliz”, comentou.

Tom Hilditch, outro piloto, indicou: “Nasci ali dentro, via meu pai partir em um balão com um amigo na escola, fabricou um balão-modelo com um queimador controlado por rádio, construiu seu balão-modelo pequeno para que pudesse voar com um controle remoto”.

(AFP)