O ítalo-brasileiro tenta uma vaga no Congresso Nacional

(ANSA) – O parlamentar ítalo-brasileiro Fausto Longo, 66 anos, será candidato a deputado federal pelo MDB, partido de Michel Temer, nas eleições de outubro de 2018.

Apesar de ter sido eleito em março passado para uma cadeira na Câmara dos Deputados da Itália, pelo centro-esquerdista Partido Democrático (PD), Longo decidiu trocar Roma por Brasília – antes disso, ele já havia sido senador da República Italiana por cinco anos.

Em carta enviada ao jornalista e apresentador de TV Enrico Mentana, que ironizara a candidatura com um post no Facebook, Longo garante que renunciará ao mandato na Itália caso seja eleito no Brasil.

“Me pediram para levar minha experiência amadurecida na política e no Parlamento italianos ao Brasil. Decidi seguir esse caminho não para renegar meu percurso nas instituições italianas, mas para contribuir para tornar mais firme e capaz a política brasileira”, escreveu o deputado.

Longo foi eleito deputado pela circunscrição da América do Sul, com 9.393 votos. No Brasil, ele será candidato por São Paulo, mas enfrenta a oposição da Procuradoria Regional Eleitoral do estado, que pede a cassação de sua candidatura.

“Ele optou, ao se candidatar lá [na Itália], por ser representante do povo italiano. Há um conflito de interesses em ser agora representante do povo brasileiro”, disse o procurador Luiz Carlos dos Santos Gonçalves, citado pela “Folha”.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura de Longo ainda tem o status de “aguardando julgamento”.