Encontro ocorreu na Agrishow e foi revelado pela Folha de São Paulo

(ANSA)

Eleito há dois meses a deputado na Itália, o brasileiro Roberto Lorenzato pediu nesta quinta-feira (4) ao presidente Michel Temer que realize a extradição do italiano Cesare Battisti. A informação foi revelada pelo jornal “Folha de São Paulo”, que afirma que Lorenzato abordou o mandatário brasileiro durante a feira de agropecuária Agrishow, em Ribeirão Preto. Na ocasião, o político, que tem cidadania italiana, entregou o pedido em mãos.

Segundo o deputado, “não tem sentido o presidente Lula respeitar as leis do Brasil e se sujeitar a uma pena de regime fechado, preso, e não deixar que a Itália execute a pena de Battisti”.

Ainda de acordo com a publicação, Temer teria respondido que irá extraditar o italiano desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) dê um parecer definitivo Em março, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou que o presidente pode extraditar Battisti, condenado à prisão perpétua em seu país por quatro assassinatos ocorridos na década de 1970 e envolvimento com terrorismo. No entanto, Temer aguarda uma posição do STF, que poderá reverter ou não a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de dar asilo político a Battisti.

“Importante por ele ter falado disso em Ribeirão Preto, que é a maior cidade italiana fora da Itália, 60% da população tem origem italiana”, disse o parlamentar. No mês passado, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceitou um habeas corpus apresentado pela defesa de Battisti e revogou as medidas cautelares estabelecidas a ele depois que foi acusado de tentativa de evasão de divisas. Em outubro de 2017, ele foi preso em Corumbá (MS) depois de tentar entrar na Bolívia com US$6 mil e 1,3 mil euros sem declarar.