O número cresceu  15 % em 2016, mais de 120 mil italiano emigraram

O número de italianos que estão deixando o país aumentou 15,4% em 2016.

Este número foi divulgado pelo relatório da Fundação Migrantes, em um momento que o número de imigrantes do Oriente Médio e África crescem.

No ano passado, de acordo com a Ansa, um pouco mais de 124 mil italianos foram morar em outros países, destes 39% têm entre 18 e 34 anos.

O fluxo emigratório vem crescendo, desde 2006 já aumentou mais de 60 %, de acordo com a Ansa.

De acordo com o relatório apresentado pela Fundação Migrantes, os principais destinos escolhidos são do continente europeu: como Reino Unido, Suíça, França e Alemanha.

Logo em seguida, vem países das Américas, como Canadá, Estados Unidos e Brasil.

A Lombardia fica ao norte da Itália e foi a região que apresentou o maior número de saídas, 23 mil.

Seguindo a lista vem o Vêneto com 11,6 mil e a Sicília com 11, 5 mil.

Do outro lado da balança, Friuli-Veneza Giulia foi a região com menor emigração, apenas 300 pessoas.

Ainda de acordo com o relatório, por volta de 5 milhões de italianos viviam fora do país.

A Argentina, a Alemanha e a Suíça são os países com as maiores comunidades italianas. Italianos que nasceram no exterior também cresceu, em 2014 foi cerca de 1,7 milhão, subindo para quase 2 milhões em 2017.