As paisagens são as mais bonitas vistas do Belpaese, consideradas inesquecíveis por quem passa por lá

‘Grandi Giardini Italiani’ é a empresa que reúne os jardins mais bonitos da Itália, este anos, eles celebram 20 anos e em comemoração irão incluir mais 5 jardins em seu grupo.

O empreendimento, fundado pela italiana Judith Wade em 1997, surgiu com 12 jardins em diversas regiões do país e 200 mil visitantes. Atualmente, o total são de 125 jardins, distribuídos por 12 regiões na rede. No total, cerca de oito mil visitantes já puderam admirar os jardins do Grandi Giardini Italiani por ano. Cada vez cresce mais a procura pelos jardins, tanto que já virou tendência, chamando atenção do turismo internacional.

Descubra agora os novos jardins da rede:

Isola Bella:

O jardim é considerado um dos patrimônios culturais mais importantes do Lago Maggiore e  foi criado em homenagem à esposa de Charles I, Isabella d’Adda.

Isola Madre:

O maior arquipelágo de Borromee, no Lago Maggiore, tem um jardim construído no século 19,  lugar abrigada plantas raras e flores exóticas.

Rocca di Angera:

Um pequeno jardim medieval é o resultado de 600 anos de intervenções arquitetônicas. Hoje, a região abriga o Museu de Boneca e Brinquedos, considerado o mais importante da Europa do gênero.

Villa Pallavicino em Stresa:

O local, que mantém um parque aberto desde 1956, parece uma varanda sobre o lago e conta com uma vista deslumbrante das ilhas Borromeu. O jardim também abriga uma  coleção de flores e um espaço dedicado à animais como canguru, ilhama, pavões, zebras, entre outros.

Il Castello di Torcrescenza:

Está localizado a minutos do centro de Roma, durante o trajeto para a torre, há uma floresta de carvalhos e pinheiros, onde é possível apreciar uma paisagem repleta de plantas e flores. (ANSA)