Spread de títulos públicos chegou ao máximo de 2012

(ANSA)

A Bolsa de Valores de Milão continua operando em queda nesta terça-feira (29) devido à instabilidade política na Itália. O índice FTSE MIB abriu em queda de 1,8% e se acentuou, chegando a -3% nesta manhã. Alguns títulos de bancos ainda estão suspensos das negociações.

As ações da Banca Generali são as piores, com queda de 8,11%, seguida pela UBI Banca (-5,69%), Bper (-5,44%), Intesa Sanpaolo (-5,33%), Banco BPM (-5,4%), MPS (-5,45%), Unicredit (-5,44%) e Poste (-4,88%). O spread – diferença de juros entre os títulos de Estado da Alemanha e da Itália- bateu quase 320 pontos, depois se estabeleceu entre 278 e 282.

Aos 313 pontos, o spread entre o BTP (título italiano) para dois anos e seu correspondente alemão chegou ao valor máximo desde 2012, quando a Itália era em plena crise financeira. As outras Bolas europeias também estão no vermelho: Madri, com -2,2%, Paris e Frankfurt com -1,36% e Londres com -0,86%.