O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta terça-feira que sete países foram selecionados como pré-candidatos para sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de 2026

Os países que expressaram interesse em realizar a competição esportiva foram: Canadá, Áustria, Suécia, Suíça, Turquia, Japão e a Itália.

Cada nação precisou escolher uma cidade para sediar os Jogos de Inverno , são elas: Calgary (Canadá), Graz (Áustria), Estocolmo (Suécia), Sion (Suíça), Erzurum (Turquia), Sapporo (Japão), e por fim, uma candidatura conjunta entre as cidades italianas de Cortina d’Ampezzo, Turim e Milão.

Algumas das cidades candidatas já receberam o torneio anteriormente, como Calgary em 1958, Sapporo em 1972, Turim em 1976 e Cortina d’Ampezzo, que recebeu os Jogos de Inverno em 1956. Após o anúncio, as cidades deverão esperar até outubro, quando o COI irá convidar uma quantidade – ainda não definida – de localidades para iniciar a fase de candidatura.

Turim cria associação

Após ter declarado interesse de sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de 2026, a cidade de Turim, na Itália, criou na última terça-feira uma associação para avaliar a candidatura.

A associação sem fins lucrativos cuidará dos estudos, análises e atividades de pesquisa necessárias para avaliar a viabilidade de Turim receber o evento esportivo. “Verificamos através da associação se o evento olímpico irá gerar valor duradouro para os territórios envolvidos”, afirmou a prefeita da cidade Chiara Appendino.

Ainda de acordo com Appendino, o modelo organizacional da associação “Torino 2026” deverá ter “diretrizes obrigatórias para a reutilização e recuperação de estruturas existentes”, além de “proteção ambiental e uma gestão cuidadosa dos recursos econômicos”.

No dia 17 de março, a prefeita de Turim enviou uma carta ao Comitê Nacional Olímpico Italiano ( Coni ) confirmando o interesse da cidade em sediar os Jogos de Inverno de 2026.            (IG Esporte)