O texto sobre a CNH já havia sido aprovado pela Itália e agora segue para o Senado no Brasil

Foi aprovado nesta quinta-feira (31), no plenário da Câmara dos Deputados o texto que reconhece uma única Carteira de Habilitação (CNH) no Brasil e na Itália, segundo a Ansa.

O Projeto (PDC) 722/17 autoriza que brasileiros e italianos alterem sua carteira natal sem precisar passar por novos exames.

“A única exigência é que o brasileiro resida há menos de quatro anos na Itália”, diz o texto.

Aprovação no Senado

De acordo com a Ansa, o projeto que vale apenas para as carteiras não provisórias, agora vai ser votado no Senado.

O deputado federal Rubens Bueno (PPS/PR), relator da matéria na Câmara disse que o projeto sobre a CNH “atenderá às necessidades de cerca de 70 mil brasileiros residentes na Itália e de italianos residentes no Brasil”.

Bueno é pai de Renata Bueno, deputada ítalo-brasileira, que tinha a aprovação do projeto como uma de suas promessas de campanha.

Segundo a Ansa, o texto havia sido firmado em novembro de 2016, tendo sido aprovado pela Itália em janeiro deste ano.

Porém, aqui no Brasil houve atraso, já que era necessário passar pelo Congresso, além de ser ratificado pelo presidente da República, para entrar em vigor.