Foi aprovada nesta quinta-feira (05) o acordo de reconhecimento recíproco da CNH entre Brasil e Itália pelo Senado

O texto foi chancelado pela Câmara dos Deputados no fim de agosto e agora será apreciada pela Comissão do Senado.

Este será o último passo para a oficialização do novo tratado entre os dois países.

“Cerca de 70 mil brasileiros residentes na Itália e de italianos residentes no Brasil serão beneficiados com a aprovação desse acordo. Hoje demos mais um passo na integração dos dois países”, destacou a deputada ítalo-brasileira Renata Bueno.

O acordo permitirá que cidadãos dos dois países convertam suas carteiras de habilitação A e B, sem a necessidade de novos testes.

Na Itália, de acordo com a Ansa apenas um mês após a assinatura, o país já havia realizados todas as etapas necessárias.

Porém, aqui pelo Brasil foi bem diferente, por aqui é necessário a liberação do Congresso.

Quando a nova lei vigora, um prazo que demora 60 dias, o brasileiro que for morar na Itália poderá mudar sua CNH, desde que faça este pedido antes do período de quatro anos.