Centenas de pessoas se reuniram em diversas cidades da Itália, inclusive no Vaticano, na noite dessa última quinta-feira (26) para realizar uma vigília em homenagem ao bebê Alfie Evans

Na praça São Pedro, pelo menos 500 pessoas, sendo muitas famílias com crianças, grupos de jovens e sacerdotes, oraram pela vida do menino britânico de 23 meses, que sofre de uma doença rara.

Segundo os organizadores da vigília, a iniciativa continuará ao longo da próxima semana em cidades como Milão, Turim, Modena, Cagliari e Verona.

Alfie sofre com uma doença neurodegenerativa rara, desconhecida pelos médicos, e está internado em um hospital de Liverpool, na Inglaterra. A família de Alfie travou uma batalha na justiça do Reino Unido para conseguir transferir o bebê para o hospital Bambino Gesù, em Roma, após receber cidadania italiana do governo. Mas, o recurso foi recusado e as máquinas que oferecem oxigênio e água foram desligadas.

Porém, o menino conseguiu sobreviver por mais de 10 horas sem os aparelhos, algo considerado impossível pelos médicos. Segundo seus pais, Tom e Kate Evans, Alfie continua respirando sem a máscara de oxigênio. (Agência ANSA)