Homenagem será feita com um festival de cinco dias

(ANSA) – A cidade de Ravenna, na Itália, homenageará os 700 anos da morte de Dante Alighieri com um festival no próximo mês de setembro.

A oitava edição de “Dante 2021”, que acontecerá entre os dias 12 e 16 de setembro, contará com encontros, espetáculos e concertos com entrada franca, todos relacionados com a obra do poeta. Além disso, entre os dias 5 e 8 do mesmo mês, haverá o “Dante Hors d’Oeuvre”, um ciclo de quatro “pequenas leituras dantescas”.
Dentre os convidados está o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, que, no dia 14, discutirá as perspectivas europeias, culturais e políticas com o presidente da Associação Bancária Italiana, Antonio Patuelli.

Além deles, o jurista e ex-presidente da Corte Constitucional Giovanni Maria Flick falará sobre “valores e profecias dantescas para a Itália de hoje”, nos Antigos Mosteiros Franciscanos, no dia 15.

Já o professor da Universidade de Pequim Wen Zheng ilustrará a influência da figura e das obras de Dante na China, no dia 12. E o lexicógrafo Mario Cannella, diretor de vocabulário do dicionário Zingarelli, tentará descobrir como Dante se manifesta no dicionário.

Haverá ainda a entrega do prêmio “Musica e parole” (“Música e palavras”) ao cantor italiano Cristiano De André e o “Dante-Ravenna 2018” ao dramaturgo francês René de Ceccatty.

Ravenna tem uma forte relação com o escritor, pois foi lá que ele terminou de escrever o “Paraíso” da “Divina Comédia” e onde faleceu, provavelmente de malária, em 14 de setembro de 1321. Dante foi poeta, escritor e político e é conhecido como “pai da língua italiana” moderna.