Uma pequena cidade italiana está oferecendo dinheiro para atrair novos moradores. Mas há exigências para quem quiser se candidatar: é preciso fixar residência, alugar um imóvel e garantir emprego fixo com um salário de pelo menos 7.500 euros anuais (aproximadamente R$ 28.200).

A prefeitura de Candela oferece até 2 mil euros (cerca de R$ 7.500) por família que cumpra esses requisitos, de acordo com o número de integrantes. Segundo a CNN, seis famílias já aderiram ao processo, por enquanto todas italianas.

Mas a oferta também é válida para estrangeiros, desde que eles tenham permissão para trabalhar no país. A ideia foi lançada pelo prefeito Nicola Gatta para combater a diminuição da população da pequena cidade medieval, na província de Foggia, que atualmente tem apenas 2.700 habitantes.

De acordo com Stefano Bascianelli, assessor do prefeito, o auxílio oferecido é de 800 euros para pessoas solteiras, 1.200 euros para casais sem filhos, 1.500 a 1.800 euros para famílias com três integrantes e 2 mil euros para as que tiverem quatro ou cinco pessoas.

Benefícios sobre impostos municipais como o de coleta de lixo e subsídios para creche também podem ser incluídos.

Bascianelli ressaltou que a oferta não é um presente e que a cidade não tem interesse em pessoas que queiram viver às custas do governo. “Todos os novos moradores devem trabalhar e ter um rendimento”, explicou.

Entre os atrativos da cidade, o assessor destaca o clima de tranquilidade, e diz que nenhum crime foi registrado no local nos últimos 20 anos.

Até o momento, o zelador da escola local, que mora sozinho em Candela, se candidatou ao programa para trazer o restante de sua família de outra região da Itália, e mais cinco famílias do norte do país também se inscreveram.