Barcos ficaram amontoados na Ligúria e Portofino está isolada

A Itália está sofrendo com os temporais e vendavais. Segundo as autoridades, já chega a 10 o número de mortos provocados pelo mau tempo nos últimos dias. No momento, há quatro feridos em estado grave e uma pessoa desaparecida. Uma das vítimas é um bombeiro voluntário que morreu durante uma operação de resgate em Bolzano.

“Em um dia de dor, como este, quero expressar meu reconhecimento pelos 5,8 mil homens do Corpo de Bombeiros que, em toda a Itália, efetuaram 7 mil intervenções, mesmo tendo o custo de perder a própria vida”, lamentou o ministro do Interior e vice-premier, Matteo Salvini.

Todo o continente italiano tem sofrido chuvas torrenciais nas últimas 48 horas, as quais provocaram alagamentos, desmoronamentos, queda de árvores e outros incidentes. Aulas foram suspensas, e voos cancelados em todo o país, com vários aeroportos fechados.

Entre as zonas mais afetadas, estão as regiões da Ligúria, da Toscana, do Lazio, do Vêneto, de Friuli-Venezia Giulia, e da Lombardia.

Ligúria

Na Ligúria, que fica na zona noroeste da Itália, mais de 20 mil pessoas estão sem energia elétrica. Na cidade de Rapallo, onde há um porto, a tempestade arrastou dezenas de iates e embarcações, que amanheceram amontoadas no mar, em uma cena de desastre.

Em Gênova, o aeroporto foi fechado depois que os temporais carregaram detritos para a pista.

Uma estrada de Portofino, balneário de luxo da Ligúria, também foi totalmente destruída.

“A estrada provincial 227 de Portofino não existe mais. A cidade está isolada. É possível alcança-la somente pelo mar, se as condições meteorológicos permitirem”, disse o prefeito Matteo Viacava.

Nas famosas Cinque Terre, a praia de Corniglia também está isolada.

Veneza

A cidade de Veneza, na região do Vêneto, no nordeste da Itália, está alagada. A previsão é que a água alcance um nível de 110 centímetros nesta terça-feira.

Lombardia

Em Milão, a chuva provocou o desabamento do teto de uma sala de aula do Politécnico de Bovisa, atingido pela infiltração. Não houve feridos.

Campânia

As autoridades da Campânia já adotaram medidas em cidades de turísticas, como Nápoles, Capri e no sítio arqueológico de Pompeia, afetados pelos temporais também.