Britânico está a 3 minutos do líder Simon Yates no ranking geral

(ANSA)

O ciclista britânico Chris Froome, um dos favoritos para vencer o Giro d’Italia, finalmente mostrou a que veio e faturou a 14ª etapa da prova, entre San Vito al Tagliamento e o Monte Zoncolan, em Friuli Veneza Giulia.

Froome chegou seis segundos à frente do também britânico Simon Yates, que lidera a classificação geral com 3m10 de vantagem para o compatriota. “Era uma etapa muito importante, em uma subida famosa, histórica. Para mim era importante vencer aqui”, declarou Froome.

O britânico sofrera uma queda durante um treinamento em Jerusalém, cidade que abriu a 101ª edição do Giro, e vinha tendo desempenho discreto na prova. “O Giro ainda não acabou”, garantiu. Sua participação motivou críticas de outros competidores, já que ele foi flagrado em um exame antidoping no fim do ano passado.

Froome foi pego com níveis do broncodilatador salbutamol acima dos permitidos, mas, alegando sofrer de disfunção renal, conseguiu evitar uma punição, ao menos por enquanto. A 15ª das 21 etapas da prova será disputada neste domingo (20), entre Tolmezzo e Sappada.