Onze excursionistas morreram e cinco permanecem desaparecidos devido à cheia repentina do rio Raganello no Parque Nacional Pollino, em Calábria, sul da Itália, informou nesta terça-feira (21) a Defesa Civil italiana

O balanço anterior era de 10 mortos, mas um homem resgatado durante a noite não resistiu aos ferimentos no hospital.

Segundo um balanço publicado na segunda-feira à noite pela prefeitura de Cosenza, capital da província onde ocorreu a tragédia, 23 pessoas foram resgatadas e cinco seguiam desaparecidas, além dos excursionistas falecidos.

No entanto, segundo a prefeitura, havia dois grupos compostos por 18 pessoas cada, que foram surpreendidos pelo mau tempo.

Segundo o jornal Corriere della Sera, entre os resgatados estariam duas crianças.

Um guia local está entre os cinco desaparecidos, segundo a mesma fonte.