Amos Genish foi o escolhido para cuidar da TIM desde julho de 2016 e foi quem confirmou aos sindicatos que não haverá a venda da TIM Brasil

O CEO da Tim, Amos Genish anunciou nesta segunda-feira (27) que a operação da TIM Brasil não está à venda.

Genish, segundo a Ansa, já passou por GVT e Telefônica e mostra que manterá o ritmo de comando anterior.

Apesar de nos últimos anos a TIM Brasil viver cercada pelos rumores de uma fusão com a Oi, o novo CEO demonstra seguir os mesmo passos de Flavio Cattaneo, ex-CEO.

Atualmente a Oi passa por um momento delicado por causa de um processo judicial, além de 65 milhões de reais em dívidas.

O próximo passo da operadora italiana ainda está sendo preparado, por isso não houve apresentação de estratégias de médio ou longo prazo. Apenas, de acordo com alguns presentes na reunião, da não alteração no atual quadro da empresa.

Este ano a TIM Brasil vem demonstrando um resultado positivo e com crescimento (51,6% no lucro líquido) no terceiro trimestre.