Exposição terá obras de gênios renascentistas e barrocos

A Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte (MG), inaugurou nesta quarta-feira (8) a exposição “São Francisco na Arte de Mestres Italianos”. A mostra reunirá 20 obras dos períodos renascentista e barroco.

A exposição tem curadoria do historiador da arte Giovanni Morello e do professor Stefano Papetti, diretor da Pinacoteca Cívica de Ascoli Piceno. Além disso, incluirá quadros de artistas como Tiziano, Perugino, Orazio Gentileschi, Guido Reni, Guercino, Carracci e Cigoli.

O objetivo, portanto, é apresentar as fases mais relevantes na representação de São Francisco, “por meio de obras que se integraram à cultura local de toda uma época e que ainda encontram espaço na cultura ocidental por seus valores artístico, histórico e simbólico”, segundo a Casa Fiat.

O público conhecerá o quadro “San Francesco riceve le stimmate”, de 1570, de Tiziano, que é o mais célebre dos mestres na exposição.

Os quadros foram emprestados por 15 museus de sete cidades italianas, incluindo os Museus Capitolinos, de Roma, a Pinacoteca Nacional, de Bolonha, e a Pinacoteca de Ascoli Piceno.

A mostra terá ainda uma obra de Ludovico Cardi, o “Cigoli”, de propriedade do colecionador e ator ítalo-americano Federico Castelluccio. Além disso, a Casa Fiat também montará uma sala de realidade aumentada para transportar os visitantes até a Basílica Superior de Assis, na Itália, que abriga obras-primas de Giotto.

A exposição ficará em cartaz até 21 de outubro, com entrada gratuita.

(com informações da ANSA)